domingo, 8 de novembro de 2020

Cidade de Entremontes Alagoas

Entremontes (AL) é um povoado localizado à beira do rio São Francisco, no município de Piranhas (AL). É lá onde um grande número de ribeirinhos tem as mãos como ferramentas para confeccionarem os tradicionais bordados alagoanos. Cidadezinha da Rota do Cangaço, Lampião viveu por lá e D. Pedro II a visitou.

O povoamento de Entremontes faz jus ao nome ao ser avistado entre montes à beira do rio São Francisco. As casinhas perfiladas e multicores, a igrejinha ao centro e muitas, mais muitas ribeirinhas sentadas à porta das casas com o ofício de das suas mãos manterem as tradições das avós: confeccionarem uma das mais bonitas rendas do interior de Alagoas, o redendê e o ponto de cruz.

O povoado pertencente ao município de Piranhas e faz parte da rota turística do Cangaço, que compreende também os municípios de Poço Redondo (SE), Canindé do São Francisco (SE) e Delmiro Golveia (AL).

O tempo parece que parou no povoamento por conta das coloniais casinhas e tranquilidade. O silencio tipo das pequenas cidades do interior nordestino é quebrado com o grito de Dona Zefa falando com a comadre. “Tem linha branca para me emprestar?”, pergunta. A resposta é imediata com a extensão das mãos entregando um carretel de linha. Em Entremontes todos se conhecem e cultivam a arte da extração do sustento do rio São Francisco e dos bordados.

Na porta das casas o oficio de cruzar a linha no pano é passado de geração em geração. Elas participam de uma associação de rendeiras e as rendas de Entremontes ganham o mundo. Nas próprias casas a sala principal é transformada em loja e os visitantes podem conhecer a diversidade das costuras, além de ver de perto como se fabricam as confecções.

Para chegar lá, a dica é partir da cidade de Piranhas (AL). O transporte mais utilizado é sem pestanejar o fluvial, realizado em canoas e lanchas do tipo gaiolas ou mesmo os catamarãs. A beira-rio os “lancheiros” negociam os passeios que podem ser integrado com outros pontos da Rota do Cangaço. O rodoviário também pode ser feito por estrada não pavimentada, o que não é tão interessante para quem vai a passeio.


Não deixe de conversar com os ribeirinhos sobre as histórias e contos da região. A cidade resguarda fatos históricos como a passagem do Imperador Dom Pedro II, que foi à Província de Alagoas para conhecer a cachoeira de Paulo Afonso e ao passar pelo lugarejo a bordo de um vapor teria perguntado, que lugar era aquele que ficava entre os montes. A partir da pergunta do Imperador, a vila de pescadores passou a se chamar Entremontes.

Verdades dos fatos à parte, vale a pena uma visita ao vilarejo típico do Baixo São Francisco. Cangaço, Lampião, D. Pedro II, Dona Zefa, pescadores e costureiras fazem parte do passeio. Só em ter a vista paradisíaca do São Francisco em embarcações confortáveis já vale à pena.

Fonte da pesquisa: 

https://infonet.com.br/blogs/entremontes-al-bordados-e-historia/

https://www1.folha.uol.com.br/topofmind/2018/10/1983640-no-sertao-alagoano-a-cenografica-piranhas-e-uma-das-199-cidades-visitadas-pelo-datafolha.shtml

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu contato:

Outdoor em Piranhas disponível

  Por que divulgar a empresa no outdoor? O anúncio em outdoor atinge diversas camadas sociais e no planejamento da cobertura dos locais é po...

Postagens mais visitadas últimos 30 dias