Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta cultura. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta cultura. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

terça-feira, 1 de março de 2011

MEMORIAL DE SERGIPE


Como conhecer a si mesmo e a um povo sem conhecer sua história? Resgatar a história e a cultura sergipana é uma forma de valorizar e preservar as ricas características da sociedade e também documentar registros para que as futuras gerações possam conhecer sua origem. Com esse objetivo, o Museu Memorial de Sergipe reúne de maneira exemplar um rico acervo formado por mais de 16 mil peças que representam a rica cultura do nosso Estado.

Mantido pela Universidade Tiradentes, o Memorial de Sergipe foi fundado em 1998 e comporta 12 salas com temas diferentes, que vão desde o período pré-histórico até a 2° Guerra Mundial. Além disso, o museu traz um pouco da história de temáticas como: o Cangaço, a transformação da cidade de Aracaju entre os séculos XIX e XX, economia,  religiosidade, artesanato e os meios de comunicação. O acervo de exposição é composto por documentos, fotografias, fósseis, artefatos etnográficos, máquinas rudimentares, artesanato, mobília antiga, louças, cerâmica e literatura de cordel. O início da visita pelo museu começa na sala onde retrata a história da universidade que a mantém.
O museu dá destaque em especial para uma sala onde comporta mais de 3 mil pratos e azulejos pintados à mão, feitos pela professora Maria Rosa Faria. Rosa foi professora no primário do colégio Tiradentes e passou mais da metade de sua vida pintando a história de Sergipe, a biografia de ilustres sergipanos, as capas dos primeiros jornais do Estado, as paisagens que constituem a nossa cidade e os brasões estaduais e municipais. Pintava de uma forma caprichosa e com primor, depois levava ao forno para que o trabalho ficasse conservado. Rosa Faria faleceu em 1997 e o Memorial de Sergipe adquiriu todo o seu acervo. Outro destaque também é a estátua em tamanho real de Maria Feliciana, considerada a mulher mais alta do Brasil.

Dentro do seu objetivo, o Memorial de Sergipe também apresenta exposições itinerantes e ações educativas como palestras em escolas, comunidades, na Orla de Atalaia ou em parceria com outros museus, como aconteceu na semana passada em conjunto com o Museu Palácio Olimpio Campos. O projeto Memorial de Braços Abertos, no seu segundo ano de existência, entra em contato com instituições carentes da capital, para desenvolver atividades mensais que desenvolvam o gosto pela cultura. Uma extensão do Memorial é o Centro de Memória Lourival Batista, um prédio anexo ao museu, criado em 2002, que serve como fonte de pesquisa sobre o médico e ex-governador Lourival Batista. O acervo traz objetos pessoais e registros do estado no de 1930 a 1990.

Apesar de um acervo tão rico, o museu passa por algumas limitações, como sua estrutura física, que se tornou pequena para a quantidade de objetos expostos, e o número de funcionários, que se resume a 12. Para a diretora do Memorial, a museóloga Fabiana Carnevale, “o museu está pequeno. Nós temos um grande potencial de crescimento e fazemos até o que não podemos para expor a cultura sergipana, contudo, há um sufocamento do espaço físico.” Outro fato que chama a atenção é que há poucos universitários desenvolvendo algum tipo de pesquisa ou extensão no local. Os estagiários que lá trabalham são dos cursos de História e Pedagogia, porém, não há nenhum da área de museologia. “É uma pena que tão poucos alunos se interessem em fazer pesquisas, e que não há alunos da área de museologia, contudo nós fazemos o nosso melhor dentro das possibilidades” finaliza a diretora.

O Memorial de Sergipe tem cumprido seu papel social de reunir e expor os elementos da cultura sergipana, a fim de resgatar e valorizar a cultura local. Através das exposições e ações educativas, tem atendido a população civil, contudo ainda há pouco interesse pelos estudantes em realizar pesquisas e extensões acadêmicas no local. Parafraseando Augusto Cury: “O passado é uma cortina de vidro. Felizes os que observam o passado para poder caminhar no futuro”, o Memorial de Sergipe valoriza a cultura de Sergipe para poder caminhar no futuro.


 

 

 

 

 

 

 


http://www.thetallestman.com/mariafelicianadossantos.htm

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Cidade Histórica de Laranjeiras Sergipe

Saída de terça a domingo

Saída do hotel as 9 horas

Em temporada de festa de Lambe-sujo e Caboclinhos, considerada uma das maiores manifestações folclóricas do país, cultura e história se misturam neste domingo próximo (14) na cidade de Laranjeiras (SE), situada a 18 km de Aracaju. Conhecida por seus grupos populares e prédios históricos do século XVII, Laranjeiras é um convite ao passeio no tempo e resguarda parte da época colonial açucareira de Sergipe. Considerada Berço da Cultura Popular, intitulada de Atenas Sergipana por suas colinas com pitorescas igrejas ao topo, cidade dos terreiros de candomblé, da firmação dos jesuítas em Sergipe e área de pesquisas de cavernas, o município resguarda tradições seculares, que se evidenciam na comunidade negra local e nos seus costumes. https://infonet.com.br/blogs/laranjeiras-se-popular-historica-e-cultural/


Nosso roteiro:

* Centro de artesanato, confecção também das rendas Irlandessas;
* Igreja Bom Jesus dos Navegantes;
* Igreja Nossa Senhora da Conceição da Camandaroba (significa feijão verde)
* Gruta da pedra furada (a visitação só acontecerá, caso o local esteja com fácil acesso) 

* Museu Afro paga-se um valor para se ter acesso
* Igreja Matriz
* Museu de Arte Sacra 
paga-se um valor para se ter acesso


 

 




 

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

City Tour tradicional em Aracaju

Pela manhã

Saída do hotel as 9:00 horas

Chegada no hotel as 13:00 horas

Com cortesia da Praia da Aruana

Ou

Pela tarde

Saída do hotel as 14:00 horas

Chegada no hotel as 18:00 horas 

Iremos conhecer os principais pontos turísticos da cidade.

Orla de Atalaia explicando detalhes como construção, bares, restaurantes, culinária, artesanato, kartódromo, mundo da criança, passarela do caranguejo, aluguel de bicicleta e outras.

Mercado Albano Franco, onde iremos apresentar nossa culinária, cultura, artesanato. Nosso tempo de parada neste lugar é de 1 hora.

Teleférico que fica no parque da cidade, “opcional” que está no valor de R$ 24,00 pessoa, sendo criança, estudante, pessoas acima de 60 anos, professor e militar apresentando um documento pagará a metade. O mesmo passa por cima do zoológico. Fechados somente na segunda-feira.


 

Trilha opcional de 500 metros que possibilita ao cliente ter uma visão diferenciada da cidade de Aracaju e da cidade de Barra dos Coqueiros, Rio Sergipe e outros detalhes.

Colina do Santo Antônio onde a cidade de Aracaju, nasceu segundo a alguns escritores. E no local possui a sorveteria Santo Antônio onde o cliente poderá conhecer o delicioso sorvete de Mangaba, fruta típica de Sergipe.

Centro de Turismo, local onde se concentra o grande número de artesões que comercializam as rendas Irlandesas e outros tipos.



Museu da Gente Sergipana, entrada free. 

  


  • Criança de 0 a 4 anos free
  • Criança de 5 a 9 anos meia
  • Criança de 10 anos acima valor integral

domingo, 24 de janeiro de 2021

City Tour Completo em Aracaju

Saída do hotel as 9:00 horas

Chegada no hotel as 18:00 horas

Iremos conhecer os principais pontos turísticos da cidade.

Orla de Atalaia explicando detalhes como construção, bares, restaurantes, culinária, artesanato, kartódromo, mundo da criança, passarela do caranguejo, aluguel de bicicleta, oceanário e outras.

 






Mercado Albano Franco, onde iremos apresentar nossa culinária, cultura, artesanato. Nosso tempo de parada neste lugar é de 1 hora. 





Teleférico que fica no parque da cidade, “opcional” que está no valor de R$ 24,00 pessoa, sendo criança, estudante, pessoas acima de 60 anos, professor e militar apresentando um documento pagará a metade. O mesmo passa por cima do zoológico. Fechados somente na segunda-feira.



Trilha opcional de 500 metros que possibilita ao cliente ter uma visão diferenciada da cidade de Aracaju e da cidade de Barra dos Coqueiros, Rio Sergipe e outros detalhes.

 


Colina do Santo Antônio onde a cidade de Aracaju, nasceu segundo a alguns escritores. E no local possui a sorveteria Santo Antônio onde o cliente poderá conhecer o delicioso sorvete de Mangaba, fruta típica de Sergipe.

 

Centro de Turismo, local onde se concentra o grande número de artesões que comercializam as rendas Irlandesas e outros tipos.

 


Praça Olímpio Campos, da Catedral Metropolitana de Aracaju



Todos os museus são fechados na segunda-feira.

Museu da Gente Sergipana, http://www.museudagentesergipana.com.br/

Museu Palácio Olímpio Campus, https://www.palacioolimpiocampos.se.gov.br/

Museu Centro Cultural de Aracaju, https://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g303638-d10092305-Reviews-Centro_Cultural_de_Aracaju-Aracaju_State_of_Sergipe.html

Museu Espaço Zé Peixe, https://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g303638-d8275664-Reviews-Espaco_Ze_Peixe-Aracaju_State_of_Sergipe.html

Almoço em restaurantes regionais (almoço por conta do cliente)

Pôr do Sol na cidade de Barra dos Coqueiros, na praia da Atalaia Nova, onde teremos uma visão privilegiada de cidade de Aracaju.











  • Criança de 0 a 4 anos free
  • Criança de 5 a 9 anos meia
  • Criança de 10 anos acima valor integral

#5em1vip

Pagamento PagSeguro

Unidades é referente a quantidade de pessoas ou veículos.